Review: Arrow S05E20 - Underneath

Por mais que a quinta temporada de Arrow tenha se provado uma enorme evolução em relação às duas anteriores, a série não está, nem de longe, livre de falhas. E, se uma delas se mostra grave, é a existência deste episódio, em um momento tão próximo do season finale. Underneath teria sido uma boa adição à trama por volta de sua 15ª semana, mas, agora? O episódio pareceu apenas uma enorme pausa anticlimática cuja resolução não soa nada orgânica.

A possibilidade de um roteiro focado em uma trama de sobrevivência, que serve de metáfora para a resolução de um conflito emocional é sempre bem-vinda, a não ser quando aparece em um momento totalmente inoportuno ou quando o texto, nem de longe, consegue superar as próprias ambições. No caso deste episódio ocorrem os dois problemas. Além de soar extremamente deslocado dentro da expectativa gerada pela semana anterior, a abordagem dos "assuntos inacabados" entre Oliver e Felicity é incrivelmente falha, não oferecendo ao casal nem a sensação de resolução, nem uma satisfatória volta por cima por parte da moça, que inexplicavelmente passa boa parte do tempo tentando provar ser autossuficiente apenas para bolar um plano que quase os mata enquanto tentam sair do esconderijo do Time Arqueiro.

Mais uma vez abandonando os flashbacks na Rússia, Arrow apela para pílulas do passado recente que também envolvem o casal Olicity. E há uma preparação para um momento, uma tentativa de pista e recompensa, que não avança. A cena de Felicity tentando fazer o famoso exercício do Arqueiro não serve para empoderar a coadjuvante, mas apenas para certificar o espectador quanto às limitações da moça. Prova disso, que piora uma situação já ruim, quem acaba salvando o dia é mesmo Oliver, não sobrando nada para Felicity, a não ser um cálculo bem feito.

Underneath dá continuidade ao debate do episódio anterior entre o casal Diggle com uma artificialidade ímpar, fazendo com que os dois casais abordados discutam praticamente o mesmo tempo. Conveniente ao ponto da tolice, já que muito difícil ao espectador comprar que as duas situações se espelhem. Ainda mais se tratando de um roteiro que ambicionava resolver pendências através do drama de sobrevivência. É ainda mais anticlimático ter que acompanhar brigas de casal dos dois lados da trama, principalmente neste momento da temporada, que precisa de certa agilidade e urgência para não soar apressada em seus derradeiros episódios.

Mesmo que os momentos finais adicionem o que deve se tornar o principal conflito nas próximas semanas, teria sido muito mais satisfatório que esta vigésima hora do quinto ano fosse mais centrada na perseguição a Adrian Chase. Há ainda outras subtramas para o seriado resolver, muito mais importantes do que a resolução romântica entre Oliver e Felicity. Ainda que traga uma dose de suspense, auxiliada pelas boas soluções visuais envolvendo a iluminação improvisada no bunker. A direção de fotografia incomum para a série é o aspecto técnico que mais se destaca aqui.

Assim, problemático em sua execução e inconveniente no momento em que se insere, Underneath surge para relembrar o espectador o quão frágil Arrow pode ser, até quando acerta continuamente por várias semanas. De qualquer forma, há bons momentos o suficiente durante a temporada para assegurar o fã de que a resolução de tudo será satisfatória. No entanto, episódios assim acabam servindo para diminuir um pouco a expectativa.

Comentários via Facebook
Alexandre Luiz

1 comment

  1. Leandro Lorençato 5 maio, 2017 at 13:42 Responder

    Episodio que quebra um pouco a narrativa, mais até que aceitei bem pois já vi piores focados em Olicity !!
    PS: achei otima a explicação da alteração do uniforme "cavado" para novamente coberto !!! #CadeoUniforme #GreenArrow

Deixe uma resposta