Review: Preacher S03E03 – Gonna Hurt

Com Deus e Marie L'Angell não se brinca

A série Preacher, pelo visto, vai ficar bem mais tensa a partir dessa terceira temporada e, já neste episódio, o negócio promete ficar ainda mais insano.

Muitas peças que estavam soltas comaçam a se montar, a começar pela estranha aparição de Deus no pós-vida de Tulipa, que agora reaparece em sua indefectível fantasia de dálmata, de um jeito um tanto “peculiar” (afinal, estamos falando de Preacher), e que aparentou, sim, ter muito receio (medo?) de Gênesis, que, não nos esqueçamos, ainda está no corpo de Jesse.

Em paralelo, o próprio Jesse percebe o quanto será complicadíssimo fugir de sua avó, Marie L'Angell, com ele precisando, a todo custo, pagar a sua “dívida” com ela, ao tentar trazer novas almas para que ela possa se “alimentar”. Até Cassidy, da maneira mais dolorida e bizarra possível, vai perceber que o Santo dos Assassinos era fichinha perto da tresloucada família do Reverendo Custer.

E, depois de ser razoavelmente mencionada em episódios anteriores, aqui, finalmente, eis que surge a Madame Boyd, mais por conta da proatividade de Tulipa, que decide confrontar a macabra avó de Jesse usando fogo contra fogo. E o episódio termina de uma maneira mais ou menos abrupta, o que deixa margem para coisas ainda mais insanas acontecerem semana que vem.

Mais uma vez, temos um episódio que prima pela “qualidade Preacher” de ser. Em determinados momentos, há um pouco mais de deboche que o normal, com cenas hilárias, como, por exemplo, o pequeno devaneio onde Tulipa “dá uma lição em Deus”. Já, em outras sequências, vislumbramos como essa é uma história, em essência, bastante escabrosa, como na assustadora trama em flashback que T.C. conta a Tulipa.

O futuro dos personagens nessa temporada ainda é bastante incerto (como conseguirão vencer Marie L'Angell? Jesse e Cassidy resolverão suas pendências sentimentais em relação a Tulipa? E, Deus nisso tudo, como vai se comportar?).

São dúvidas que incrementam ainda mais a narrativa ágil e dinâmica que a série está impondo nessa terceira temporada, e que prometem boas surpresas até o seu final. Caso a insanidade continue se encaminhando para o que, coerentemente, está sendo construído até aqui, a série Preacher vai fazer bastante jus ao seu material original.

É só aguardar.

Erick Silva

Comente pelo Facebook

Comentários

Comente pelo Facebook

Comentários

Deixe uma resposta