Crítica: Tekken - O Filme

Tekken, o game que conquistou muitos fãs nos vídeo-games ganhou sua adaptação em um longa metragem produzido pela Crystal Sky Pictures.

A trama do filme é ambientada em 2039, em que os melhores lutadores do mundo vão competir no ultimo e maior evento esportivo de todos os tempos. Depois das guerras mundiais terem destruído grande parte da civilização como a conhecemos, o restante dos territórios já não são administrados pelos governos, mas sim pelas empresas sendo que a mais poderosa é a Tekken. A fim de manter as massas dominadas, Tekken patrocina o torneio Punho de Ferro no qual os combatentes competem até a morte pela glória e para receber toda uma vida de estrelato e riqueza. Neste ambiente, Jin Kazana, um lutador de rua entra no torneio com o objetivo de vingar a morte de sua mãe.

O filme trouxe alguns personagens que já conhecemos dos games, e introduziu alguns desconhecidos também, ou pelo menos bem apagados ao conhecimento do público. Tekken gira totalmente em torno de Jin Kazana, sua vida antes e depois do torneio Punho de Aço, deixando assim alguns personagens ótimos ficarem apagados na trama, exemplo disso é Eddie Gordon que tem apenas uma luta mostrada, que acaba em derrota do capoeirista.

Os cenários usados nas lutas foram baseados nos cenários dos games da franquia, assim como as características de luta e golpes de cada personagem também foram mantidos iguais aos contidos nos games.

O desenrolar do filme acontece com a morte da mãe de Jin, provocando nele a sede de vingança a Tekken, empresa que ele julgava ser a culpada pela morte de sua mãe. Aproveitando a edição do torneio Punho de Aço produzido pela empresa, Jin se inscreve para participar do torneio com o objetivo de matar Heihachi Mishima dono da corporação.

O game na verdade foi só um ponto de partida do filme, pois o roteiro utilizou somente os nomes contidos no game e criou uma historia paralela a contada no mundo virtual, de certa forma isso funcionou positivamente. O filme funciona com lutas, vingança, romance e vitoria.

Tekken foi lançado aqui no Brasil pela California Filmes, e já pode ser encontrado nas locadoras e nas lojas para venda e locação.

TagsTekken
Tiago Batista

Comente pelo Facebook

Comentários

3 comments

  1. Avatar
    Van der Uryens 3 setembro, 2010 at 09:58 Responder

    Galera Alerta,
    Não assisti a este filme e desconheço totalmente o game, já que está longe da minha praia [ainda bem, algo em que não preciso gastar mais….] ! Mesmo assim, recomenda o filme ? E quanto à imagem & áudio da bolacha azul ?

    forte abraço, Van der Uryens

      • Avatar
        MVG 13 janeiro, 2012 at 18:06 Responder

        Prefiro assistir uma tosqueira no nível dos mercenários 3x seguidas, do que ver esta tosqueira novamente…
        Filme muito ruim. Não recomendo nem para os fãs do game e nem para os que o desconhecem.

Deixe uma resposta