Minicast Game of Thrones S08E03

A esperada batalha contra o Rei da Noite chegou, mas será que a expectativa atrapalhou a experiência? Ou era só a transmissão ruim da HBO mesmo? A última temporada de Game of Thrones parece que veio para dividir opiniões e a cada semana os fãs se subversões narrativas e com inesperadas reviravoltas que podem soar um tanto quanto frustrantes. Mas, espera um pouco. A fama da série não foi toda construída em cima disso?

Alexandre Luiz, Davi Garcia , Filipe Pereira e Allan Veríssimo debatem sobre o que funcionou e o que deixou a desejar no terceiro episódio da oitava temporada de Game of Thrones!  Depois de ouvir, mande opiniões, críticas e sugestões pra gente! Elas são sempre bem-vindas! (Link para download do programa no final do post! Para evitar erros de download, ouça neste player aqui ou nos procure no Spotify!)

Redação

Comente pelo Facebook

Comentários

Comente pelo Facebook

Comentários

1 comment

  1. Avatar
    Lukas 3 maio, 2019 at 10:59 Responder

    Muito bom o podcast como sempre!

    Mas diferentemente de vcs eu gostei muito do episódio, teve um desenvolvimento de tensão que eu achei bem melhor resolvido que o final de Vingadores (e olha que eu gostei do filme).

    Porém sei que provavelmente a principal razão disso é que assisti via torrent de 1080p (NÃO RECOMENDO PIRATARIA À NINGUÉM, mas no caso de GOT com essa transmissão pífia desde o começo dessa temporada foi o único jeito).

    Sobre a Melisandre ela nunca soube quem seria o “príncipe escolhido”, apostou as fichas no Stannis e depois achou que era o Jon, e outros sacerdotes achavam que era o Beric ou a Daenerys. Quando ela viu a Arya na 4a temporada, ela percebeu que tinha algo diferente mas nem ela interpretou quais seriam os olhos azuis que ela mataria.

    Então pra mim ela só percebeu que era a Arya no fim do episódio quando vê que o Beric, que reviveu 19 vezes, teve como função salvar a Arya. Acho que foi ai que ela percebeu que a “escolhida” era a Arya.

    Apesar de concordar parcialmente sobre a falta de estratégia, a cena das espadas iluminando, e depois vermos o massacre dos Dothraki apenas com as luzes apagando foi sensacional. Até porque eles eram a maior força ali (100.000). Como é que 10.000 nortenhos, 8.000 imaculados e 20.000 do Vale venceriam depois que 100.000 foram trucidados tão facilmente?

    Eu curti muito o episódio, porém concordo com a sensação de estranheza dos mortos terem sido derrotados tão rapidamente (A maior ameaça aos 7 Reinos sequer passaram do Norte), mas só vendo os próximos episódios pra saber se vai valer a pena essa decisão ou não.

    OBS: A Daenerys vai enfrentar a Cersei com o que? 2 dragões e 15 imaculados sobreviventes? Kkkk E o Alexandre pode ter matado uma charada: O Daario Naharis pode voltar com os 2.000 mercenários que ele tem.

Deixe uma resposta