Minicast Mr. Robot S02E01E02

robot201e2vitrine

Mais uma jornada de Minicast tem início com podcasts semanais de Mr. Robot! No começo da segunda temporada vamos analisar a atual situação de Elliot e as consequências das ações da #fsociety. Vem com Alexandre Luiz, Davi Garcia e Allan Veríssimo discutir o retorno de uma das séries mais comentadas do ano passado!

Links do Podcast

Links Cine Alerta

Assine nosso feed:

Contato:

Mandem seus e-mails para [email protected], ou comente no post logo abaixo!

Redação

Comente pelo Facebook

Comentários

Comente pelo Facebook

Comentários

3 comments

  1. Avatar
    Douglas Couto 19 julho, 2016 at 22:11 Responder

    Eu achei que o Elliot estava mesmo no controle quando vi ele centralizado no quadro diferente da temporada passada com ele nos cantos e todo o senso de desorientação. Mas vai ver é porque na cena com o Mr Robot ele estava mesmo no controle da situação "I'm late for my church group. Peace" kkkk

    Agora que a gente já sabe que eles são a mesma pessoa, isso cria uma dinâmica bem diferente e interessante com os dois brigando na tela. Inclusive foi possível criar cenas tensas como aquela do Mr Robot com a faca no Gideon. E toda essa ideia das máscaras é genial, como ele mesmo falou, as vezes é dificil se livrar da sua mascara pq tb as vezes vc já pode ser parte dela.

    E sobre a teoria do sanatorio, achei que faz bastante sentido e provavelmente é isso mesmo. Só que não sei se eles estão tratando isso como surpresa pra depois fazer um twist. Na primeira temporada não foi bem assim, apesar de ter o momento Clube da Luta lá, eles não usaram como twist tanto é q logo depois da revelação ele diz "Mas vc já sabia" Claro, sempre foi sobre "como funciona eles dois no mesmo espaço" do que "são a mesma pessoa".

  2. Avatar
    César 19 julho, 2016 at 23:56 Responder

    Curti muito o episódio e o cast! Estarei toda semana aqui para acompanhar!

    Acho que um mistério interessante é o personagem do Ray, o Leon trata ele como "senhor" e a galera vai embora quando ele chega…Ele ainda diz que comunicação é uma parte essencial do trabalho dele e aí as especulações vão de traficante/drug lord até guarda da prisão ou psicólogo, vai saber…

    Não comprei muito a ideia de o Elliot estar em uma instituição, pois tira um pouco da resolução do personagem em tentar entrar em uma rotina analógica de forma voluntária, mas veremos em breve…

Deixe uma resposta