Review: Glee – 4x02 Britney 2.0

É um fato que Glee acerta na maioria de seus episódios especiais, mas confesso que quando eu soube de que outro tributo a Britney Spearsseria feito, fiquei um pouco receoso, por mais que eu tivesse achado Britney/Brittany um dos episódios mais divertidos da segunda temporada, a impressão de que os produtores e a Fox queriam usar o hype da eterna “princesinha” do pop, que esta em alta com o X Factor, em um filler aleatório destinado a embolsar mais umas verdinhas não saiu da minha cabeça, não poderia estar mais feliz por ter me enganado.

As sacadas e a capacidade única que a série tem de fazer troça com se mesma e com as celebridades, foi o que deu o tom do episódio salvando o mesmo de cair na repetição, afinal existe alguém que não ame Brittany S. Pierce? Claro que não, e a gênia do gleeclub estava inspirada em sua jornada de autoafirmação, com direito a reprodução fiel e porque não hilária das passagens mais sombrias da vida de sua musa inspiradora.

Eu já comecei a rir com a piada da narração em off, mas foi quando Brittany perdeu o lugar nas cheerios para detestável Kitty por se mostrar uma má influência devido ao desconhecido F- tirado em uma prova, que eu entendi a premissa do especial, porém nada poderia ter me preparado para as tiradas geniais que ainda viriam. Nossa querida cheerio logo se entregou a tristeza, mesmo tomando as pílulas de depressão felina do LordTubbington que agora entrou para uma gangue. Então, entre maratonas de The ClientList (ri alto nessa hora) e gigantescos copos de café expresso, não parecia haver salvação para ela a não ser promover um revival da semana Britney.

Sábia decisão do prof. Schue, que nos rendeu a épica cena do surto, recriando o episódio mais icônico da carreira de Spears, com direito ao easteregg “LeaveBrittanyalone!”. Para encerrar as homenagens me entregam a apresentação de Gimme More, os risos foram incontroláveis, para quem não se lembra, a desastrosa performance da música no VMA 2007 concedeu a Britney o título de rainha do auto-tune, ao colocar Brittany se empanturrando de comida, pagando de gorda e detonando no lipsync (só que não)  na cena, o episódio atingiu seu ápice e já pode figurar como um dos mais bem escritos de toda a série.

Ainda estou achando a trama de Rachel em NY excelente e toda sua relação com Cassandra esta rendendo ótimos pontos dramáticos, é sempre bom quando glee confere camadas aos personagens, e ao saber que a professora megera tem um triste passado não tão incomum para as estrelas em geral (o paralelo com o Spears é notável), me deixa feliz que ela será mais do que uma simples vilã.

Infelizmente o episódio só não foi perfeito, por ter pisado na bola em um detalhe, a quantidade de músicas, não sei se foi só eu, mas percebi que os números estavam apressados e sem um intervalo legal entre eles, quase como um videoclipe gigante, quando acertaram no ritmo lá para depois da metade do episódio é que elas funcionaram melhor. E é com mais um episódio inspirado que Glee se mantem firme, daqui para frente só espero que o nível se mantenha, pois sem nada a temer a série continua em sua melhor forma.

Gleeksgonnagleeks: Emma e seus panfletos, como não amar?
Gleeksgonnagleeks [2]: Quero ver logo o cafofo de Kurchel pronto, só amor pelos dois.
Gleeksgonnagleeks [3]: Santana na webcam, pelo menos um vislumbre dessa linda.
Gleeksgonnagleeks [4]: Unique sendo única! Womanizer me fez rir como se não houvesse amanhã.
Gleeksgonnagleeks [5]: Para não perder o costume Marley & Eu s2!
Haterscanbehate: Ainda não consigo gostar do meio irmão do Puck. Sim, nem do nome dele eu lembro.

Músicas do Episódio:

Hold It Against Me (Britney Spears) – Brittany
Boys/Boyfriend (Britney Spears/Justin Bieber)– Blaine e Artie
Womanizer (Britney Spears) – Tina, Wade e Marley
3 (Britney Spears) – Tina, Sam e Joe
Crazy/(You Drive Me) Crazy (Aerosmith/Britney Spears) – Marley e Jake
Oops!…I Did It Again(Britney Spears)– Rachel
GimmeMore (Britney Spears) – Brittany
Everytime(Britney Spears)– Marley

Comente pelo Facebook

Comentários

Comente pelo Facebook

Comentários

27 comments

  1. Avatar
    Júnior Silva 22 setembro, 2012 at 03:30 Responder

    Falou tudo o que eu pensei o/
    Glee dessa semana foi tão ótimo *-* a forma como abordaram a queda de Britney em sua carreira foi tão perfeito, amenizando tudo ao humor e retratada por Brittany (DIVA SAMBISTA SUPREMA) foi melhor ainda! Sou fã dessa incondicional dessa criatura!
    kkkkkkkkkkkkkk
    ps1: será que toda sequência final dos episódios da 4º temporada vão me fazer chorar sempre? Se for, vou adorar!
    ps2: vejo Rachel se desprendendo de Finn! uhul o/
    ps3: Santana volte logo ou então fique online! D=

  2. Avatar
    Danilo 22 setembro, 2012 at 10:57 Responder

    Mas vejam só, parece que encontraram uma forma de abrilhantar todos os fins dos episódios da quarta temporada. Avassaladoramente engraçado. Até eu que me vejo leigo na queda da carreira de Britney percebi as referências. E nossa, como eu rir mais uma vez com Wide! A comédia pende um pouco mais pro lado dele ultimamente. Como confissão, digo que a história de Rachel começa a me fisgar. Eu sabia que aquele rapazinho só precisa de mais um pouco de aparição para que eu gostasse um pouco dele. Venhamos e convenhamos que ele é melhor que Finn. As cenas de Rachel e Kurt traz um ar tão adulto à série, o que só me enche ainda mais o peito de orgulho em dizer: "Eu vejo GLEE!".
    Preciso concordar com a excessividade, mas penso que seja normal nos episódios de tributos. Veja o de Madona, tivemos oito músicas no episódio. O de Witney, foram cantadas sete e neles sempre faltam mais histórias e sobram músicas. Mas isso não tirou em nada o brilho do episódio.
    Sim sim sim, o episódio foi de pura comédia, mas meu Deus, as cenas de Marley me fazem sentir apaixonado. Que menina meiga, Oh God! Dá uma super vontade de ser melhor amigo dela com todo o seu jeito cativante. Creio que seja puxa saco dela.
    A review mais um vez destaca o há de melhor nos episódios, e olhe que só saíram dois até agora. Se continuar assim, esses textos vão merecer ter sinopse, prólogo e epílogo. Afinal, são tão bons de ler, quanto os episódios são de assistir. Espero continuar tendo elogios para fazer sobre ele, mas já vejo o momento em que eles vão me arrancar tudo o que eu tiver de dizer. Então estarei só copiando e colando.

  3. Avatar
    Wanda Tamires Gomes 24 setembro, 2012 at 01:41 Responder

    Ótima review, Gui! Mas só eu fiquei esperando mais da performance de "3" ?? Muito cold pra uma música tão hot!! Acho legal quando as músicas encaixam perfeitamente na historinha dos personagens que estão interpretando e essa música ficou meio solta (a não ser que tenha sido uma dica pra futuros romances, que eu acho difícil). De qualquer forma, a versão de Oops! I did it again… não saiu do meu player desde que vazou na net! Só acho que Rachel devia morrer esperando noticias de Finn e mandar o gato do Brody aqui pra casa! Zarolhinhooo maiiiiis lindo!! rsrsrsrsr

  4. Avatar
    André Monteiro 24 setembro, 2012 at 02:12 Responder

    Muito bom mesmo José Guilherme, review fantástica. Me fez lembrar mesmo das situações que Britney realmente passou que nem todas ficaram tão claras pra mim. Bom saber que eu tenho parte de culpa de vc assistir Glee e ter essas reviews fantásticas pra eu ler.

    PS: Não tinha parada pra ouvir essa música da menage a trois não, nunk tinha parado pra ver o significado. Fazer o q neh??? Mas pra mim a versão ficou muito muito muito boa mesmo. Sou suspeito a falar das versões meio que acústicas que glee faz. Será que só sou eu ou não que ainda não sabe o q akele troço dakele ser com cordas de amarrar barco na cabeça faz em glee?? Que bixo tronxo, até na hora de cantar parece que ta morrendo. Mal sabe ele que quem fica morrendo com akela caras e bocas sou eu ¬¬'. Ah titia Ryan, me poupe dakele ser o quanto antes, por favor!!!

  5. Avatar
    Alynne Carvalho 25 setembro, 2012 at 04:54 Responder

    O episódio no geral foi bacana, mas ele só serviu pra confirmar o quanto eu odeio episódios tributo. Enrolei dias até assistir esse, pq além de ser tributo, foi à Britney, e eu não fui lá uma fã do tributo anterior à ela. E, pasmem, mas eu não gosto quando alguma coisa fica focada em Brittany, não me entendam mal. Eu gosto quando ela tá com Santana, eu gosto quando ela solta as piadas se noção no meio de discussões calorosas, mas eu não gosto da atenção totalmente em cima dela (me julguem ;x)
    Mas tbm tenho coisas boas a falar desse episódio, afinal! *-*
    Tô achando a personagem da Cassandra bem bacana, e espero muito que a relação entre ela e Rachel seja melhor explorada.Rachel só fica mais linda! E por falar em Rachel, Finn, se eu fosse você, voltava logo. Esse rapaz, Brody, é muito amor, e já tô shipando os dois. Destaque pra Wade "Unique" que tá impossível em atuação! Super me divirto com as cenas em que ele está! Tá vendo que não custou nada dar uma chance ao rapaz, tia Ryan? Adoraria que isso acontece com alguns participantes do The Glee Project 2.
    Vamos aguardar os próximos episódios!

    P.S.: ótima review, como sempre, Guilherme! =]
    P.S.2: AMEI a versão pra 3!
    P.S.3: Eu PRECISO ser amiga de Rachel e Kurt, sem mais.

    • Avatar
      José Guilherme 25 setembro, 2012 at 12:04 Responder

      Fiquei surpreso pela revelação com relação a gênia, mas já suspeitava da sua opinião sobre o episódio, afinal você realmente não gosta de tributos.
      Coitado do Finn, vai perder mesmo o lugar para o Brody. =/ Mas vamos esperar as eleições dessa semana né, assim tu volta a se animar?! o/

      • Avatar
        Hava 27 outubro, 2012 at 14:36 Responder

        Perfecto David, seguro, despue9s de lo que me dices, me dejare9 caer tarde o tpnmraeo por el islote en cuestif3n.Por cierto, antes te comentaba que habeda leido al referente de malvasedas de La Palma, pues bien, si te interesa el tema, en la revista Vinum de este mes hay un amplio reportaje que parece muy completo.Saludos.OG

Deixe uma resposta