Viva: A Vida É Uma Festa | Filme é recorde de bilheteria no México

A recém-lançada animação Viva: A Vida É Uma Festa (título original: Coco) já é considerada um fenômeno de bilheteria nos cinemas do México. A produção cinematográfica da Disney - Pixar Animation Studios quebrou o recorde de ingressos vendidos no país, em menos de um mês de exibição, ultrapassando a arrecadação de Os Vingadores, recordistas em 2012.

Coco estreou em 20 de outubro de 2017 no Festival de Cinema de Morelia (FICM), na cidade de Morelia, capital do estado de Michoacán, México. Uma semana depois entrou em cartaz nas salas mexicanas, onde ficou em primeiro lugar por três semanas consecutivas. O filme será lançado nos Estados Unidos e na China em 22 de novembro deste ano, e chegará às telonas brasileiras em 04 de janeiro de 2018.

A aventura tem como protagonista Miguel Rivera (Anthony Gonzalez), um garoto de 12 anos que ama tocar e deseja ser um grande músico. Para realizar este sonho ele precisa convencer sua família, que desaprova a escolha, pois segundo os acontecimentos passados, seu bisavô abandonou a esposa Imelda (Renée Victor) justamente para ingressar na carreira musical. No longa, Miguel é inspirado pelo falecido cantor Ernesto de la Cruz (Benjamin Bratt). Ao tentar imitar o ídolo, ele desencadeia uma série de eventos que o transportam para a Terra dos Mortos, onde acaba numa incrível reunião familiar. Gael Garcia Bernal interpreta o esqueleto Hector, personagem que ajuda Miguel a encontrar seu bisavô De la Cruz, o qual, mesmo estando no além, vai convencer a família que música é algo muito bom. Depois de tudo isso, é hora de Miguel voltar para seu mundo, antes que seu tempo acabe. A história é inspirada no icônico feriado mexicano “Dia de Los Muertos”.

Impregnado pela cultura e pelo folclore mexicano, além de ter no elenco estrelas como o norte-americano Benjamin Bratt e o mexicano Gael Garcia Bernal, a produção Coco tem tudo para ser este sucesso fenomenal. Os diretores Lee Unkrich (Toy Story 3) e Adrian Molina (Monsters University) passaram muito tempo viajando pelo interior do México para pesquisar e estudar os costumes e lendas que envolvem o “Dia de los Muertos”. Isso foi fundamental para definir a história e os personagens da trama. Unkrich  declarou: “Eu tinha visto ele retratado na arte popular. Era algo sobre a justaposição de esqueletos com brilhantes, festivas de cores que capturou minha imaginação. Ele me levou para baixo de um sinuoso caminho de descoberta. E quanto mais eu aprendo sobre o Día de los Muertos, mais isso me afeta profundamente."

Confira trailer:

.

Tiago Batista

Comente pelo Facebook

Comentários

Comente pelo Facebook

Comentários

Deixe uma resposta