Minicast American Gods S01E03

American Gods entrega um episódio repleto de momentos visuais belíssimos e sua trama começa a tomar forma e dar indícios de suas ambições. E ainda: uma cena de sexo para entrar na história da TV!

Aperte o play e vem conferir os comentários de Alexandre Luiz e Filipe Pereira! E conta pra gente o que você está achando de American Gods até agora 😉

Comentários via Facebook
Redação

4 comments

  1. Gian Cardoso 19 maio, 2017 at 21:20 Responder

    Olá pessoal, eu não entendi uma coisa na parte do Jinn..

    O que aconteceu com o Jinn?
    Ele transou com o vendedor lá e na manhã seguinte desapareceu. Até aí eu interpretei como o Jinn realizando o desejo do vendedor dando outro emprego pra ele e tudo mais…

    Mas o que achei estranho foi ele ter deixado as próprias roupas lá pro cara. E nos documentos do táxi tem a foto de uma terceira pessoa… Tipo, ele não vai poder trabalhar naquele táxi por muito tempo…

    E o Jinn não parece ter trocado de corpo com o vendedor, porque não tava saindo aquela fumaça dos olhos dele quando entrou no táxi..

    Vocês tem alguma visão diferente?

    Abraço

    • Alexandre Luiz 20 maio, 2017 at 12:00 Responder

      Gian, tudo bem? Você entendeu corretamente mesmo. Ele só deu uma nova identidade pro vendedor, tanto que quando o Jinn aparece rapidamente no episódio 2 e passa pelo Shadow, ele está usando a roupa do vendedor, aquele terno verde azulado.. A questão dos documentos é meio bizarra, porque o Jinn os usava também e nunca deu nada, então achei um comentário sobre como imigrantes do oriente-médio meio que são vistos como todos iguais pela população norte-americana. Dá pra ter várias interpretações aí.

      Grande abraço! Valeu por comentar 🙂

  2. Carlos D3mogod 20 maio, 2017 at 00:00 Responder

    Olá galera tudo bem com vocês? Gostaria de comentar o episódio, achei sensacionais as cenas inicial e a do IFRIT como uma cena gay com muçulmanos, o IFRIT concede o desejo do vendedor e o transforma em IFRIT a meu ver.

    Sobre a parte final achei forçado a mulher do shadow sair do túmulo limpinha e sem cavar a terra e ainda achar o cara em um motel em algum lugar dos EUA onde nem nós sabemos

    • Alexandre Luiz 20 maio, 2017 at 12:15 Responder

      Carlos, valeu por comentar! Quanto a questão do taxista e do Jinn comentei logo acima. Já sobre o lance da mulher do Shadow, vc tem que levar em conta o ambiente sobrenatural no qual a série está inserida. Tem também o fato dela não ter saído do túmulo exatamente naquele momento, já faz um tempinho q ela está perambulando por aí, mas isso será abordado depois (eu acho).

      Abraço e valeu pela audiência! Comente sempre 😉

Deixe uma resposta