Minicast Game of Thrones S07E04

Lembram daquela época que a gente precisava esperar até o nono episódio por uma batalha em Game of Thrones? Pois é, essa época já era e a série embarcou de vez em sua reta final, prometendo mais recompensas a cada semana com um episódio sensacional (mas que não estão isento de problemas).

Aperte o play e vem conferir o papo de Alexandre Luiz, Davi Garcia e Allan Veríssimo. E não deixe de comentar abaixo sobre suas teorias e sobre o que está achando da temporada até agora!

Redação

0 comments

  1. Lou Bloom 13 agosto, 2017 at 09:24 Responder

    Olha… Eu troco o ritmo acelerado e as cenas de espetáculo por consistência narrativa tranquilamente. As duas ultimas temporadas tiveram personagens tomando decisões que vão de encontro com suas personalidades apenas para mover a trama (que está a cada episódio mais previsível), soluções fáceis e convenientes para proteger seus protagonistas e diversas cenas exclusivamente dedicadas a agradar a base de fãs.

    PS: a justificativa de que “não tem tempo” não cola quando eles perdem tempo e dinheiro com cenas inúteis de exposição e de personagens como o Sam m na Cidadela (para descobrir uma informação que já tinha recebido do Stannis e convenientemente curar o Jorah) e o romance insuportável entre o Verme Cinzento e a Missandei.

    Apesar de discordar da opinião de vocês, continuo gostando bastante do cast, abraços !

    • Lou Bloom 13 agosto, 2017 at 09:30 Responder

      Po, a Arya e a Sansa tinham uma relação fria, mas isso não é justificativa para um reencontro mais gelado que O Rei da Noite. Elas são irmãs que passaram por muita coisa ruim, independente do que uma achava da outra na primeira temporada, era um contexto completamente diferente. A Sansa sempre foi fria com o Jon e o reencontro dos dois foi muito mais verossímil, nenhum dos dois ficaram aos prantos, mas você conseguia sentir a emoção ali.

  2. Diego Quaglia 13 agosto, 2017 at 13:18 Responder

    Mais um excelente minicast, gente. Parabéns pelo trabalho de vocês.

    Bem, apesar de alguns diálogos mal trabalhados ou bem mal trapalhados em algumas cenas, pelo menos eu consegui achar alguns. Mas nada disso foi um grande ponto negativo pra mim. Eu ADOREI o episódio. E achei a sequencia final toda magnifica. Estou gostando bastante dessa temporada até agora. Estou achando ela bem sólida.

    Além de ter sido uma batalha perfeita tecnicamente, eu achei interessante como o subtexto dela é rico. É muito interessante ver uma batalha que mostra o diferencial de Game of Thrones, o fato dela não lidar apenas com o lado “bom” ou lado “mau”, o fato da série mostrar o lado cinza, o lado humano. Eu acho muito interessante como nessa batalha nós conseguimos simpatizar e torcer pelos DOIS LADOS ao mesmo tempo e nós importar pelos personagens. Essa pra mim é a grande maravilha do episódio. É quando a gente se vê torcendo e se importando com Jaime, Bronn, Daenerys e Tyrion mesmo eles todos estando em lados opostos.

    Penso o mesmo de tudo que vocês falaram sobre a linha temporal da série, mas eu consigo pelo menos relevar esse tipo de coisa ou até ignorar se o resto do episodio ou da série conseguem compensar isso e foi exatamente isso que aconteceu com esse episodio.

    Eu entendo as reações e criticas, mas concordo com o Alexandre que o reencontro da Sansa e da Arya foi coerente e condizente, eu gostei bastante dessa cena, inclusive dos diálogos. Achei muito bem feito.

    Eu concordo plenamente com vocês sobre o Bran. Acho que o estado Bran e a atuação deles são propositais (inclusive acho que a referencia ao Dr. Manhattan inclusive foi uma proposta dos produtores), mas acho que ela não está funcionando nada bem e isso se deve também a limitação do ator como vocês citaram. Como vocês e o Zé Guilherme citaram, o Max Von Sydow se saiu muito melhor seguindo essa mesma premissa.

    Também acho que o Mindinho vai rodar até essa temporada terminar rsrsrs

Deixe uma resposta