Minicast The Handmaid's Tale S02E05

Até que ponto The Handmaid's Tale ainda está firme e forte com a sua mensagem, sem lançar mão de elementos sensacionalistas para segurar seu público? Neste programa voltamos a discutir sobre as decisões tomadas na segunda temporada e o que isso pode representar para o futuro da série.

Vem conferir a discussão de Alexandre Luiz e Davi Garcia! Aperte o play abaixo ou faça o download no link do final do post 😉 Ah, e comente! Queremos saber sua opinião!

Redação

Comente pelo Facebook

Comentários

Comente pelo Facebook

Comentários

2 comments

  1. Fernando Sampaio 22 maio, 2018 at 09:03 Responder

    Olá, pessoal!
    Tudo bem com vocês ?
    Estou dividindo a mesma opinião de vocês, infelizmente essa segunda temporada de The Handmaid's Tale tá difícil de aguentar, a sensação de andarmos em círculos já é eminente. É como se todo episódio que houvesse uma fresta de esperança para June, e depois a porta se fecha com uma batida forte e a deixa no mesmo ambiente escuro, sozinha e sem outra vã esperança, não gostei de como de resolveram abordar a personagem nessa temporada.
    Agora sobre o episódio, tecnicamente houve coisas que eu gostei bastante, o fato de não haver narrações em voice over da '' June'' sinalizando que a June realmente estava abaixo da superfície, bem no fundo da Offred e sem voz. E em uma das primeiras cenas do episódio onde estão pesando a personagem e medindo a barriga dela, a câmera está o tempo todo filmando ela de costas, sempre a deixando sem rosto mais uma vez apagando a personalidade da June. São detalhes bobos, mas que de certa forma dão uma esperança que eles tentam prestar atenção em como está sendo conduzido a narrativa de determinado episódio.
    Tá difícil de acompanhar, já pensei em largar várias mas quem viu The Walking Dead até a sétima ainda termina essa temporada, e por favor continuem o podcast semanal é sempre ótimo ter alguém dialogando sobre os acontecimentos de cada episódio.
    Abraço a todos e uma ótima semana.

  2. Renan 25 maio, 2018 at 13:30 Responder

    Eu também compartilho desta opinião de vocês. Infelizmente não acompanhei os minicasts dos 3 primeiros episódios. A série começou com um episódio 1 bem legal, o 2o introduziu as colônias e o 3 e 4 foram um retrocesso na evolução das tramas, principalmente no caso da June. Achei legal que vocês também sentem como "não acontece nada" em cada capítulo. Eu achei o cúmulo o episódio 4 rodar quase que inteiramente na June quase perder o bebê para ela não perder no final. Parece que o negócio não engrena e já estamos quase na metade da temporada. Eu já assisti ao 5o episódio e, tirando uma tensão que parece estar crescendo entre entre Serena e June e uma reviravolta no final, o resto do episódio quase que inteiramente se centra em tortura psicológica e humilhação. Isto está me cansando demais nesta temporada. Se estes pontos de violência fossem utilizados com algum propósito claro e levassem os personagens principais a avançarem em seus arcos negativos até daria para conseguir relevar algumas coisas. Está complicado. E isto é uma pena, pois é uma série tão cuidadosa esteticamente, cheia de enquadramentos tão bonitos, que utiliza tão bem os contrastes, escolhe bem os planos de filmagem e abusa de coisas simétricas que são lindas visualmente, mas que com um enredo consegue fazer com que nem este aspecto de beleza seja tão interessante.

Deixe uma resposta