Review: Fear the Walking Dead S04E02 – Another Day in the Diamond

A caçada aos abutres promete ser implacável

Incrível como um spin-off consegue se sair melhor do que a série principal em pontos, às vezes, muito simples. Neste segundo episódio da quarta temporada de Fear the Walking Dead, por exemplo, de cara, vemos como se faz bom uso de um imenso flashback (que vai ocupar quase todo episódio, é verdade), mas, que é essencial para sabemos como a história do presente chegou a esse ponto.

Para nos situarmos melhor: no episódio anterior, o grupo de Nick e cia havia interceptado Morgan e aqueles que agora são os seus novos companheiros, John e Althea. Já iniciando este episódio, contamos com o tal flashback para mostrar o que aconteceu um pouco antes, em especial, com a chegada de uma nova personagem ao grupo de Madison, e de novos vilões, os Abutres.

Porém, tudo isso é muito bem inserido na trama, desde a saída de Madison e um grupo de pessoas em busca da família de uma garotinha chamada Charlie, até a chegada dos Abutres, bem como a relação destes com uma personagem específica.

Nesse meio tempo, acompanhamos a ação de todos os personagens, e concordamos com elas. Madison e o seu grupo, por exemplo, tomam as atitudes certas ao encontrarem uma estranha chamada Naomi. Não há precipitação ou burrice; apenas decisões de pessoas que já entenderam como o mundo está, e o que precisam fazer.

Nick, por sua vez, continua bastante perturbado, não como um Morgan em seus tempos de The Walking Dead, evidentemente, mas, ainda assim, num ponto que ainda pode causar problemas aos demais, e isso é mostrado de maneira bem econômica na trama, sem exageros.

Outro aspecto positivo, e que está diferenciando Fear the Walking Dead da sua “matriz”, é a que aqui não há perda de tempo com bobagens. Exemplo? Logo Naomi, a estranha resgatada, é integrada ao grupo de Madison, para, em seguida, vermos a chegada dos Abutres. Ponto. Sem firulas, sem muitas conversas, sem muita enrolação.

E é aonde chegamos no “agora”, quando Morgan, John e Althea são presos pelo grupo de Nick por serem confundidos (e, com razão) com integrantes dos Abutres. O episódio, então, acaba na hora certa, com uma boa perspectiva para os próximos capítulos.

Tudo muito simples; muito honesto.

Fear the Walking Dead, por sinal, já merecia, há um bom tempo, ter uma audiência maior. Boas qualidades, tem, mesmo que não seja uma série primorosa em 100% do tempo. Ao menos, ela está conseguindo entregar o que promete.

E, hoje em dia, acreditem, já é o suficiente.

Erick Silva

Comente pelo Facebook

Comentários

Comente pelo Facebook

Comentários

Deixe uma resposta