Alerta Vermelho #77 - Os 12 Macacos

No programa desta semana, conheça mais sobre Os 12 Macacos, filme dirigido por Terry Gilliam em 1995 que já pode ser considerado um clássico moderno pela quantidade de temas que discute, pela qualidade técnica e pela atuação de seu elenco principal. Confira também nossas impressões da estreia do seriado que adapta o longa para a TV!

Sem mais delongas, aperte play e venha comentar e discutir com  Alexandre LuizWarley Bonanno e Davi Garcia  sobre este filme.

Links do Podcast

Assine nosso feed:

ContatoMandem seus e-mails para [email protected], ou comente no post logo abaixo!

Redação

Comente pelo Facebook

Comentários

Comente pelo Facebook

Comentários

6 comments

  1. Avatar
    Marcus Vinícius De Barros Pontes 28 janeiro, 2015 at 12:27 Responder

    Pessoal, parabéns pelo podcast, é um dos melhores (talvez o melhor) para quem gosta de séries e filmes.

    o motivo de eu estar comentando é que existe uma série muito boa de ficção científica do canal Syfy que aparentemente é ignorada por todo mundo, chamada Helix. Fica a dica, adoraria um podcast abordando a série ;).

    O Syfy de vez em quando acerta, mas por algum motivo (talvez seja a fama de trasheira mesmo), as coisas boas passam desapercebidas.

    Outra série q eu curti bastante e que quase ninguém assistia era Alphas, que seguia linha de Heroes, com pessoas com poderes, mas um pouco mais pé-no-chão (em geral usar os poderes estressava muito o corpo, ou trazia desvantagens também). Além disso era fortemente inspirada em X-men, inclusive com um grupo antagonista liderado por um lider forte que acredita que luta pelo bem maior (como o magneto).

    Já do outro lado do espectro do syfy tem uma série de zumbi, que não lembro mais o nome, mas tinha o coitado do Harold Perrineau (sdds "Waaaaalt"). Geralmente eu sou muito paciente com séries, costumo assistir vários episódios para decidir se vale a pena acompanhar. Mas esta eu desisti durante a exibição do episódio, e me arrependi amargamente quando apareceu um bebê recem-nascido infectado que se movia como um alien.

    • Avatar
      Alexandre Luiz 28 janeiro, 2015 at 13:59 Responder

      Valeu, Marcus!

      Alphas foi um bom momento do passado recente do SyFy, realmente. E foi criada por um dos roteiristas do X-Men 3. Tinha bons personagens, episódios divertidos e uma boa premissa, até por não ter medo de ser uma série de superseres, como Heroes as vezes tinha…

      Agora essa com o Perrineau eu não vi e depois dessa descrição da cena, quero passar longe rsrsrs

      Grande abraço!

    • Avatar
      Natasha 31 janeiro, 2015 at 03:14 Responder

      O Syfy ficou conhecido pelos filmes trasheiras que eles produzem, mas em matéria de séries, o canal tem mais acertos do que erros.

      Além de Alphas, que você muito bem comentou, tem Eureka e Warehouse 13, que podem ter começado bem medianas, além de possuírem efeitos duvidosos, mas ao longo das temporadas ganham um tom de comédia, e um certo charme, tornando-se produções simpáticas e únicas dentro do gênero (e, claro, vivem no mesmo universo de Alphas). Como as duas anteriores, Sanctuary começou fraca, mas cresceu de um jeito bem interessante. Sem contar que o canal produziu Stargate por um bom tempo.

      Essa que você comentou é Z Nation, nem vi e nem tenho pretensões para. Assisti o piloto de Helix e achei bem ruinzinho. Pra ser bem sincera, acho Helix, Defiance e Z Nation os pontos fora da curva do Syfy.

      Os filmes podem ser inacreditavelmente ruins, mas considero que as séries sejam pequenas pérolas que merecem ser descobertas. Depois de um pequeno período obscuro, é bom ver meu canal favorito tentando se restabelecer no mercado.

      E só pra deixar claro, não sou nenhuma dessas fãs malucas que defendem tudo e não enxergam nenhum erro mas, confesso, que estou gostando de ver todo mundo comentando sobre o canal ultimamente. 🙂

  2. Avatar
    Plinio 5 fevereiro, 2015 at 13:32 Responder

    Parabéns pelo podcast … Para mim, desde o começo ficou claro que se tratava de uma viagem no tempo e não um delírio dele. Ainda mais depois que a Dra. vê uma foto dele na primeira guerra mundial e depois ainda analisa a bala que estava na perna dele. Deu para notar que realmente era uma viagem no tempo. Outra coisa é em relação à Dra do futuro lá no avião. Acho que eles não poderiam alterar o passado mesmo que quisessem então o único propósito era apenas pegar uma amostra do vírus no ponto zero. Bem é isso .. grande abraço

Deixe uma resposta