Minicast Sherlock S03E03

E está no ar o segundo e já ultimo Minicast sobre a terceira temporada de Sherlock  =/. Mas claro que não poderia ser da melhor forma, afinal tivemos mais um baita episódio, fechando mais uma ótima temporada.

Sem mais delongas, aperte play e venha ouvir e comentar com Alexandre Luiz, Davi Garcia e Igor Frederico sobre o episódio.

Links do Podcast

Links Cine Alerta

Assine nosso feed:

Contato:

Mandem seus e-mails para alertavermelho@cinealerta.com.br, ou comente no post logo abaixo!

Redação

Comente pelo Facebook

Comentários

Comente pelo Facebook

Comentários

8 comments

  1. Avatar
    Chelsea 17 janeiro, 2014 at 12:38 Responder

    Gente, adorei o podcast. Em relação à edição passada, não, não vi pausando, só que vi com a minha mãe do lado e tive que ficar traduzindo pra ela tudo que o Sherlock viu sobre a Mary e "Liar" e "Secret" chamaram muita atenção. E muito menos tenho um blog de easter eggs.
    Mas, vamos ao meu "testamento":
    Preciso começar a review falando que a cara de John Watson ao ver Sherlock com namorada era a minha (acompanhada de um "What the fuuuuuuuuuu……"). E a minha reação foi tão parecida que eu tive que voltar a cena para ver o que o Sherlock tinha falado, já que eu ainda estava processando a história de Janine (que, preciso acrescentar, só pode ser tonta em ter acreditado no pedido de casamento. O cara fala um mês antes que o casamento será a ruína da espécie e, depois, a pede em casamento? E ela nem desconfia de nada?).
    CAM me deu só uma coisa: nojo. Eu fiquei com o estômago totalmente revirado por causa dele. Moriarty me fazia até mesmo rir e gostar dele, CAM me despertou nojo, ponto mais que positivo para a atuação de Lars Mikkelsen (irmão do cara que faz Hannibal, diga-se), que conseguiu ser um vilão ameaçador sem ser insano como James.
    A cena do palácio mental de Sherlock no momento que toma o tiro dispensa comentários. É uma coisa de louco, uma atuação melhor que a outra e a representação de Sherlock ante Mycroft (e, futuramente, de como Mycroft vê o irmão) foi perfeita!
    Agora, Mary: No momento que Sherlock fala do perfume e John fala que é o mesmo de Mary, matei que era ela. Vejam bem, Lady Smallwood poderia muito bem pagar alguém para apagar Magnussen, não precisaria sujar suas próprias mãos para isso. Já Mary, essa sim poderia ter algo que quisesse esconder, devido à tensão dela no episódio anterior. A cena em que Watson descobria tudo também foi um pouco óbvia para mim, já que Sra. Hudson entrega o celular para ele e diz que era Sherlock. Com certeza ele armou algo, apenas não contou a Watson o que era (essa também, creio eu, é a razão pela qual ele evita que Mary acerte o "manequim"). Martin Freeman, como citado no cast, estava estupendo nesse episódio. Sua reação, chutando a cadeira e perguntando o que fez para merecer aquilo foi fantástica.
    Mas nada supera, ainda, Benedict Cumberbatch. E ele estava "on fire" nessa temporada! A cena em que ele assassina Magnussen foi deslumbrante (ele pareceu realmente insano) e a cena em que ele dá adeus para Watson ("Sherlock é um nome de menina, na verdade") foi de uma doçura sem igual (como se Sherlock tentasse guardar a imagem do amigo assim, com uma risada).
    Para terminar, apenas uma coisa: Moriarty, the queen, is back, bitches! Ou, talvez, não. Mas, como meu irmão disse: "Quer dizer que, se ele estiver, Reichenbach Falls serviu para NADA?". Agora nos resta especular apenas, graças a Moffat.
    Abraços galera, valeu pelo podcast.

    PS.: Fato curioso: Matt Smith FEZ audição para ser Watson, mas não foi escolhido justamente por ser careteiro. Mas foi por causa desse teste que ele levou o papel do Doctor.
    PS2.: O que foram os fatos revelados sobre Sra. Hudson? Ponto fraco: Marijuana. Já foi dançarina exótica e comandava um cartel de drogas na Califórnia. Spin off pra isso já!
    PS3.: Sherlock colocou a campainha na geladeira, porque apitava. Eu coloquei meu detector de fumaça na gaveta, também porque apitava (estava ficando sem bateria, diga-se, e me irritava).
    PS4.: Alguém mais notou uma citação a um terceiro Holmes? Se sim, será que esse foi para o "lado negro da força"?

    • Avatar
      Alexandre Luiz 17 janeiro, 2014 at 13:23 Responder

      Pois é, essa citação ao terceiro Holmes leva à teoria de que ele seria o Moriarty, na verdade… To com medo, mas confio no Moffat. Também matei que era a Mary quando o Watson fala do perfume. E realmente, o CAM me ganhou também por ser tão asqueroso. Genial a interpretação, justamente pra fugir do mesmo estilo do Moriarty e evitar comparações.

      Valeu pelo comentário, Chelsea! Continue nos acompanhando e, tomara, ano que vem tem mais Sherlock!

      • Avatar
        Chelsea 17 janeiro, 2014 at 13:57 Responder

        Ah, outra coisa: Li que o conto onde o Watson vai até a "cracolândia" se chama O Homem do Lábio torcido/boca torta (The Man with the Twisted Lip ).

        E sim, Alexandre, na torcida por mais Sherlock ano que vem (A BBC está fazendo uma pressão "básica" na galera pela próxima temporada depois dos ratings dessa.)

    • Avatar
      iwittmann 17 janeiro, 2014 at 17:30 Responder

      Adorei esse episódio da série e espero que não precisemos esperar dois anos dessa vez!
      Sobre o outro irmão de Holmes que foi rapidamente mencionado, pode ser uma alusão a Sherrinford Holmes. Sherrinford é o nome que Conan Doyle deu a Sherlock originalmente e que foi posteriormente alterado para publicação. Depois ele foi proposto como um terceiro irmão, de maneira não canônica. Ele aparece quase ao final desssa lista aqui: http://en.wikipedia.org/wiki/Minor_Sherlock_Holme

  2. Avatar
    Douglas Couto 17 janeiro, 2014 at 16:15 Responder

    Vocês acabam salvando a pátria, morri de rir com o Igor kkkkkkkkkkkk
    Sherlock se mostra muito original com essa mudança na estrutura, sai da comodidade e as pessoas não percebem, vi gente falando que o casamento foi encheção de linguiça lol como pode, pessoal não sabe mais o que é desenvolvimento de personagem, essa season finale não seria a mesma se eles não tivessem nos aproximado tanto dos personagens.

    Vcs falaram e eu tenho que repetir, QUE FANTÁSTICA FOI A CENA DO TIRO, eu tbm fiquei quase chorando de ver aquela coisa tão linda na tela, só essa cena já valia o episódio, sem falar da Moriarty na mente do Sherlock, Andrew Scott com pouco tempo de tela já consegue ser incrível. E a musiquinha? kkkkkkkkkk

    ♫♪ It's raining
    it's pouring
    Sherlock is boring
    I'm laughing
    I'm crying
    Sherlock is dying ♫♪

  3. Avatar
    Natan Tatsuo 17 janeiro, 2014 at 20:38 Responder

    Alexandre Luiz teve também a parte do tiro em que moriarty fala oque "papai e mamae" vai pensar disso (é claro que é uma representação do sub-consciente de sherlock mais ele pode ter absorvido isso de alguma forma, e nada é por acaso em sherlock

Deixe uma resposta