Review: Arrow S01E09 - Year's End

Aviso: tem spoilers neste post!

Para fechar a meia-temporada, Arrow preparou um de seus melhores episódios até o momento. Finalmente o espectador consegue sentir um perigo maior ao redor dos personagens centrais, ou seja, um desafio real para o vigilante de Starling City, que como Oliver Queen aponta tão bem, precisa de um codinome melhor que The Hood ou O Capuz, num diálogo que leva a primeira menção ao nome Arqueiro Verde. E, quem diria, se o personagem adotar a alcunha, será graças ao seu, até o momento, mais perigoso inimigo, Malcolm Merlyn, interpretado por John Barrowman.

A trama desta semana mostra um misterioso Arqueiro Negro assassinando friamente duas vítimas anteriores da vingança de Oliver. E é curioso que um deles seja Adam Hunt, o vilão do piloto que, morrendo agora, representa as mudanças que a série deve passar a partir do ano que vem. Enquanto a cidade se pergunta se seu vigilante ficou louco e se tornou um Serial Killer, é Quentin Lance, o policial que sempre foi contra a ação do herói, que tem a certeza de se tratar de um “imitador”. Essa certeza o leva a ser dispensado do caso, já que o Comissário de polícia tem a intenção de culpar o Arqueiro pelos crimes (o que faz pensar se este também não faz parte da rede chefiada por Merlyn), forçando o pai de Laurel a uma ligeira mudança de atitude que pode trazer ramificações interessantes nos próximos episódios.

A palavra de ordem desta semana foi mesmo “mudança”, que também foi representada pela tentativa de Oliver em trazer de volta o espírito natalino à sua família, numa das poucas vezes até agora que uma subtrama envolvendo os Queen não soa artificial e realmente traz algo novo aos envolvidos.  Assim como finalmente as ações de Walter Steele trouxeram reações já esperadas e nada animadoras. Claro que o personagem poderia ter sido um pouco mais esperto: praticamente confessar que sabe da existência da lista a alguém que comprovadamente tem seu nome escrito nela não é uma das atitudes mais inteligentes que Steele já tomou, com certeza.

Até mesmo nos flashbacks houve mudanças no status quo. O retorno do personagem de Byron Mann também trouxe de volta o Exterminador, o que garantiu outro embate bem coreografado entre ambos, mas também levou Oliver a uma situação complicada. Se ele resgatou seu amigo dos mercenários, é bom que a série encontre uma resolução convincente e não se apóie em nada mirabolante, uma vez que naquele momento, Queen não tem o treinamento que o transformou no herói de capuz. Vale mencionar que mesmo sendo importantes, alguns flashbacks novamente entram sem mais nem menos na história, gerando certo desconforto.

Outro problema que a série deverá enfrentar é um pouco mais complexo. Mas para entendê-lo,  é bom citar novamente o Arqueiro Negro. Depois de matar os dois homens que haviam sido perseguidos por Oliver, o vilão parte para uma estratégia ainda mais agressiva: seqüestra cinco pessoas, ameaçando explodi-las se o Arqueiro Verde não se entregar a ele. Nesse ponto é fácil ter memórias do Coringa em Batman – O Cavaleiro das Trevas, mas verdade seja dita, a luta entre os dois mestres do arco e flecha em Arrow faz esquecer qualquer comparação, até porque para esconder seus reais motivos, o antagonista diz que está fazendo isso para descobrir quem é o melhor, no que é, provavelmente, uma das melhores referências aos quadrinhos que a série já trouxe e que faz o fã não ter mais dúvida sobre quem é o homem por trás da máscara e do capuz negros. Nas HQs é exatamente com o intuito de definir o mais ágil que o vilão Merlyn surge para desafiar o herói esmeralda. A luta que segue é intensa e termina com Oliver ferido e derrotado. E aí que está o problema. Inteligente como é, Merlyn não achou estranho e conveniente o acidente de moto usado como disfarce por Diggle pra explicar os machucados do jovem vigilante?

As respostas pra essa e outras perguntas que surgem no horizonte só deverão aparecer no retorno do seriado em 16 de janeiro e nos episódios que virão depois. Sim, será mais de um mês de espera, mas graças ao empolgante desenvolvimento que a série trouxe essa semana, provavelmente todo o tempo valerá a pena.

Alexandre Luiz

Comente pelo Facebook

Comentários

Comente pelo Facebook

Comentários

1 comment

Deixe uma resposta