Review: Banshee – 1x03 Meet the New Boss

Colhendo inimigos. Há dois episódios atrás, Banshee era apenas uma aposta que se mostrava vindoura, mas depois de Meet the New Boss, podemos ter certeza de que o canal Cinemax sabe a pérola que tem em mãos. Não vou dizer que a série é livre de problemas (alguns atores ainda são um tanto quanto apáticos), porém eles são deixados de lado quando tomamos por conta o roteiro ágil e eficiente na construção de seus protagonistas. E é justo Lucas Hood que faz jus a alcunha de badass, agora de forma não tão forçada.

O porquê de Ana/Carrie está mantendo ativo seu dote de lutadora, foi explicado logo na sequência inicial. Quem leu a HQ que serviu de prelúdio para série, já sabia que Mr. Rabbit era o pai da moça e por saber do que ele é capaz, ela sempre teve o cuidado de se manter alerta. Mas foi a chegada de Lucas a Banshee que a tirou da zona de conforto e Ana estava certa, Rabbit sempre esteve em seu encalço. Mostrando que sabe mais do que diz, a filha do mafioso vai até a casa do pai e lhe entrega os tais diamantes roubados como pagamento para deixa-la em paz para sempre. Só que Rabbit quer sangue pela humilhação que passou, melhor dizendo, ele pede a cabeça de Lucas. Nesse momento vimos que o novo xerife da cidade estava certo e Ana realmente gosta dele, pois para protegê-lo, ela volta atrás e provavelmente aumenta ainda mais o ódio do pai.

Em Banshee, os negócios de Kai, ganham mais atenção e dessa vez é uma parceria com o chefe do cassino indígena que vai mostrando sua sede por poder. Sanchez é o mesquinho lutador de MMA contratado para trazer notoriedade ao cassino em decadência, ao financiar uma luta onde todas as apostas estarão na vitória dele, Kai ganha a certeza de que pode ter a comunidade nativa também ao seu favor, já que é os lucros do estabelecimento que mantém os nativos locais. O acerto da série até aqui, atende pelo nome do vilão. Kai não tem nenhum escrúpulo, mas mesmo assim consegue ser simpático, o que nos faz torcer para que os embates dele com Lucas aconteçam mais e mais.

A morte do filho do senador leva Lucas direto às suspeitas contra Kai. Sim, eu acho um pouco forçado Lucas ter assumido o papel de xerife com tanta veemência e rapidez, mas vamos encarar que ele está se esforçando para criar um ambiente crível e assim se manter próximo de Ana. Essa me deixou com muita raiva, ao julgar o novo comportamento agressivo do cara que passou 15 anos na cadeia justamente por ela. A relação dos dois aos poucos vai voltando a se estabelecer e Lucas também prova que o seu interesse vai além dos diamantes.

Outro plot que parecia avulso, mas coloca Lucas e Kai em rota de colisão, é a relação do xerife com a Amish fogosa, que é nada mais do que a sobrinha do mafioso de Banshee. O pior de tudo, é que Kai sente mais do que amor de tio pela moça e essa pequena faísca que foi acesa, vai chegar como uma bomba a qualquer momento.

De volta ao cassino, os bons seguimentos vieram com uma dose de shock value, capaz de espantar o mais forte dos seriadores. Eu achava que nada seria mais hediondo do que o momento asqueroso onde Sanchez estupra a jovem atendente do cassino, mas a retaliação por parte do nosso xerife foi além. Quando o lutador desafiou Lucas no começo do episódio eu apostei que eles ainda estariam no ringue até o final do mesmo, mas não da forma que aconteceu.

Fantástica é a definição para a luta entre os dois. Você era capaz de sentir o ódio de Lucas e minha expressão não era tão diferente dos expectadores no cassino. O melhor de tudo foi Lucas sair destruído (torci muito para que não forçassem a barra e ele saísse fácil dali) e de cabeça erguida por ter vingado a moça que sofreu nas mãos de Sanchez. Com seus negócios mais uma vez atrapalhados por Lucas, Kai tenta lhe dar um ultimato, só que os dois são peixes grandes num aquário prestes a explodir e a relação passivo/agressiva deles não vai demorar muito para gerar um embate épico na cidadezinha.

Com bons ganchos (Mr. Rabbit vai chegar fácil a Banshee depois do vídeo feito no cassino) e despertando uma coisa que ainda não tinha percebido (Os 15 anos de Lucas na cadeia, parece algo promissor quanto a flashbacks), Banshee é uma das minhas estreias favoritas nessa mid-season que vem se mostrando cada vez mais cheia de boas apostas.

P.S.: Sem Job, mas eu aposto que vai ser ele o cara responsável por resolver o problema do vídeo.

P.S.2: Se Carrie continuar tão difícil, Lucas bem que podia olhar para sua parceira na delegacia, já estou shippando.

P.S.3: Cena extra protagonizada mais uma vez por Mason, o guarda-costas de Kai, alguém mais acha o cara assustador?

Comente pelo Facebook

Comentários

Comente pelo Facebook

Comentários

1 comment

Deixe uma resposta