Minicast Game of Thrones S05E01

Estamos de volta para mais uma temporada de Game of Thrones, a quinta já, hein!

Neste retorno, juntamos nossa equipe para comentar como foi o episódio e o que esperar desta temporada.

Aperte play e venha comentar com Alexandre Luiz, Warley Bonanno e Davi Garcia.

Links do Podcast

Links Cine Alerta

Assine nosso feed:

Contato:

Mandem seus e-mails para [email protected], ou comente no post logo abaixo!

Redação

Comente pelo Facebook

Comentários

9 comments

  1. Avatar
    Allan Veríssimo 17 abril, 2015 at 01:48 Responder

    Como é bom ver que Game of Thrones finalmente retornou, junto com os minicasts do Cine Alerta. A quinta temporada terá a difícil tarefa de adaptar os livros 4 e 5 de uma só vez ("O Festim dos Corvos" e A Dança dos Dragões"). Ambos são muito longos, e ocorrem simultaneamente ("Festim" mostra o que está acontecendo com quem mora no Sul de Westeros, e "Dança" foca em quem vive no Norte e em Essos). Os fãs no geral costumam concordar que ambos são os mais arrastados no quesito "ritmo", principalmente por introduzir dezenas de personagens novos (incluindo três núcleos novos que não interagem com os personagens que já conhecemos). Mas com base nesse primeiro episódio, já deu para perceber que os roteiristas fizeram diversos cortes e alterações para focar apenas no que é primordial para a trama principal

    De minha parte, eu achei que foi o típico season premiere da série: ritmo lento, um pouco morno até, muito mais focado nos diálogos do que na ação. E por isso mesmo, foi um episódio eficiente, que apresenta a maioria dos núcleos principais e já indica para onde as tramas irão caminhar (e é impressionante como, mesmo depois de cinco temporadas, ainda há fãs que já esperam algo bombástico já no primeiro episódio).

    Particularmente, gostei bastante das cenas envolvendo o Tyrion e o núcleo da Muralha. Estou bastante ansioso para ver o encontro de Tyrion com a Daenerys, pois seria o primeiro grande choque entre os universos de Essos e Westeros. E vai ser bacana, após três anos com o personagem em Porto Real, rever o Tyrion viajante da primeira temporada. Por sinal, vocês repararam que aquela mansão onde o Tyrion e o Varys estavam era a mesma mansão na qual Daenerys e Viserys estavam morando, no episódio piloto? Isso prova que Varys esteve por trás do casamento da Daenerys com Khal Drogo.

    (Por sinal, nos livros, Varys permanece escondido em Porto Real e aparece apenas brevemente no final de Dança. Tyrion parte para a sua jornada para Meereen acompanhado por alguns aliados do Varys. Os roteiristas fizeram essa alteração para que assim, o ator continue a aparecer na série)

    Quanto às cenas da Muralha: a dinâmica de Jon Snow com o núcleo do Stannis promete ser uma das melhores coisas dessa temporada. E sim, Mance Rayder não só ainda está vivo nos livros, como também está cumprindo um importante papel na trama.

    Sobre os demais núcleos, tenho que destacar o flashback da Cersei (a atriz mirim imitou bem os trejeitos da Lena Headey), embora eu tenha ficado surpreso ao perceber que os roteiristas cortaram a profecia mais importante dessa cena nos livros, e que justifica muitas das ações da personagem no passado. Mas não entrarei em detalhes nesse elemento, pois pode ser que ele ainda seja mencionado até o final da temporada.

    E só lembrando, nesse episódio não apareceram a Arya, Theon, os Boltons, os Martells, Bronn e Jorah. Vamos ver se eles retornam no próximo episódio. E parabéns pelo minicast. Desde já, torcendo para que seja mais um ano memorável para a série e para o site.

  2. Avatar
    Lukas 18 abril, 2015 at 09:36 Responder

    Olá galera! Finalmente Game of Thrones voltou e com ele esses ótimos podcasts que estava sentindo falta!

    Curti bastante a análise de vocês do primeiro episódio, mas acho que fizeram uma pequena confusão quanto às religiões de Westeros, pois a do primo da Cersei não é a mesma da Melisandre. Existem três religiões em Westeros:

    – A Fé dos Sete, que é a do primo da Cersei, e que o templo é aquele lugar onde rolaram os casamentos e os funerais da série, e que é a religião dominante lá.
    -Os Deuses Antigos, que são as árvores de face esculpida e que tem relação com os Filhos da Floresta e com os poderes do Bran Stark;
    -A religião do Senhor da Luz / Deus do Fogo / R'hllor, que é a que a Melisandre prega que envolve os sacrificios, sangue real, a sombra que matou o irmão do Stannis, etc.

    O interessante da série é que, com exceção da Fé dos Sete, todas as outras religiões já mostraram um certo fundo de verdade (O Bran e seus poderes de warg, o Corvo de Três Olhos que apareceu no final da temporada passada, o poder das bruxarias da Melisandre para matar os reis através das sanguessugas, etc), e agora, finalmente a série vai tratar melhor da religião dos Sete, que na verdade é a mais difundida de todas as religiões, e vai ser muito interessante isso.

    Abraços à todos e continuem fazendo esse ótimo podcast, divertido como sempre!

  3. Avatar
    Nathalia 18 abril, 2015 at 11:33 Responder

    Correção: Dos 20 filhos bastardos do Rei, na série, 19 foram assassinados a mando do Joffrey na inicio na 2ª temporada e Gendry o único que sobreviveu foi viajar com a Arya e depois o Davos ajudou a fugir para ele não ser assassinado pela Melissandre na 3ª temporada.

  4. Avatar
    Amands 19 abril, 2015 at 21:21 Responder

    Sonsa Stark não tem mais graça por motivos de: character development. Só não ver quem é hater.
    Dito isso, ótimo cast como sempre. <3

    • Avatar
      Rodrigo Rodrigues 20 abril, 2015 at 17:34 Responder

      a unica coisa que a sansa teria que fazer pra se redimir é descobrir que mt do que ela sofreu foi por culpa do mindinho e por isso matá-lo. não sei se ela fará isso ou nao. mas que seria bom, seria.

  5. Avatar
    Jean alves 20 abril, 2015 at 14:57 Responder

    Excelente podcast, um dos grandes diferenciais de vocês é o fato de não ficarem perdendo tempo com comparações desnecessárias com os livros… Vocês julgam a série pelo que é apresentado na Tv, o que a grande maioria dos podcasts da série não faz. O núcleo da sansa se tornou até para os leitores uma incógnita esse ano, ele está entre o que mais se distancia da trama original nos livros. Sobre o comentário das religiões vale o aviso de que o desejo de vocês se tornará realidade, assim como nos livros quatro e cinco as religiões diversas do mundo de fogo e gelo se tornarão uma das temáticas principais no jogo de poder… Inclusive bravos (cidade para onde a arya foi) é conhecida por comportar templos de todas as religiões principais de forma pacífica.

    • Avatar
      Rodrigo Rodrigues 20 abril, 2015 at 17:31 Responder

      concordo contigo.

      li os livros e todos os demais podcasts que escuto, ou reclamam da diferença livro x série ou apenas revisam o que passou sem fazer nenhuma especulação futura sobre a trama.

      minicast de parabéns!

Deixe uma resposta