Review: The Walking Dead – 3x14 Prey

A verdadeira face do mal. Ainda seguindo as escolhas narrativas dos últimos episódios (um núcleo em destaque), dessa vez The Walking Dead  reserva seu tempo para finalmente desenvolver a trama que ficou em suspensão por mais da metade da temporada, sim, eu falo da relação entre Andrea e o Governador. A personagem que mais recebeu críticas por parte dos fãs da série e das HQ´s, conseguiu retomar a minha simpatia, ao se ver num jogo de gato e rato contra aquele que ela havia escolhido para ser seu porto seguro.

Não que tenhamos duvidado da essência maléfica do chefe de Woodbury, mas Andrea deu as costas à mulher que lhe salvou da morte certa, só pelo conforto e uma extensão de sobrevivência nos discursos sempre simpáticos do Governador. E que cena ideal para abrir um episódio que mostrou a degradação moral do vilão. Michonne se emocionando ao ser questionada sobre a origem dos seus pet walkers solta um: “Eles mereceram, afinal nem eram humanos para começar!”, ao passo que a cena corta para o Governador preparando uma sala de tortura com um olhar de ódio incomodo e assustador.

Organizando a ofensiva (mascarada de proteção) contra Rick, o Governador conseguiu levantar as suspeitas de Andrea e perturbar a complacência de Milton. O cientista não perdeu tempo e abriu o jogo para ela, tanto sobre o acordo como sobre o real fim dele. Essa virada no jogo ficou bem crível, pois já fazia um tempo que a relação de amizade entre os dois tomou tempo de tela para soar real.

Tyresse e seu grupo ganhou um destaque interessante. Mesmo estando aquém do seu contraponto na HQ, ele conseguiu ler a urgência de Andrea quando ela decide fugir e só precisou somar isso aos preparativos organizados pelo Governador. O carregamento de walkers me impressionaria também e Martinez nem escondeu o real propósito dele. A tensão entre Tyresse e Allen, lembrou bem aquela entre Rick e Shane, de um modo mais reduzido, porém mesmo assim notável.

Partimos então para aquela que pode figurar entre as sequências mais angustiantes da série. Andrea sendo caçada pelo Governador. Foi impossível não prender a respiração e ficar com os nervos destruídos. Andrea é uma lutadora e conseguiu nos convencer disso. Aquelas cenas no galpão abandonado são históricas para série. Todo walker que aparecia eu dava um pulo e as falas e assovios do Governador não contribuíram para que a sensação de terror diminuísse. Foi uma tortura psicológica sufocante.

Quando a moça abre a porta de uma sala infestada de mortos para cima do Governador, meu queixo caiu. Foi no mínimo assombroso! Claro que Andrea não conseguiria chegar à prisão e mesmo tendo uma parcela de esperança, quando o seu algoz a puxa diante de um Rick desavisado eu me surpreendi mesmo assim. Parabéns a David Morrissey por finalmente encarnar o mal.

Sem diminuir o ritmo e continuando sua jornada hedionda de retaliação, manipulação e horror, o Governador convence Tyresse de que é o mocinho e descobre da forma mais simples que foi Milton, o responsável por sabotar os seus planos. Faltam dois episódios para essa temporada fechar sua trajetória com excelência e agora sim não há como voltar atrás. Sangue e dor é o que nos prometeram para semana que vem.

P.S.: Meus parabéns a Greg Nicotero por nos entregar um churrasco de zumbis sensacional. Além da cena da pá no galpão.

P.S.2: A trilha sonora nas cenas de perseguição deu um verdadeiro show.

Comente pelo Facebook

Comentários

Comente pelo Facebook

Comentários

2 comments

  1. Avatar
    Renan Braga 21 março, 2013 at 03:50 Responder

    Apersar de todas as burrices que andrea fez nessa temporada, foi facil fazer ela se redimir com o publico, até pq o governador ultrapassa o nivel de algo que eu chamaria de insano. Facil para quem ver daqui, dificil para quem esta num mundo apocaliptico, e encontra um refúgio, um ambiente sociavel onde os valores morais possam ser trabalhados novamente, um lugar onde eles possam recuperar a humanidade ! Tudo isso associado a discursos manipuladores contribuem para a cegueira que dessa vez toma conta até de tyresse, então quem é Andrea para nós culparmos a essa altura? Tive mesmo foi pena dela no fim desse episódio.

Deixe uma resposta

Confira também