Minicast Fargo S02E03

Seguindo com uma temporada, até agora, muito consistente, Fargo finalmente trouxe o que faltava: um momento para firmar de vez o protagonismo de Patrick Wilson! Vem já ouvir os comentários de Alexandre LuizWilker Medeiros e Davi Garcia sobre mais um episódio da série!

Links do Podcast

Assine nosso feed:

Contato:

Mandem seus e-mails para [email protected], ou comente no post logo abaixo!

Redação

Comente pelo Facebook

Comentários

Comente pelo Facebook

Comentários

8 comments

  1. Avatar
    Mateus André 3 novembro, 2015 at 12:11 Responder

    Gente, que bom descobrir que o cine alerta resolveu fazer os minicast de Fargo. Eu acompanhei os de Breaking Bad, os de Game of Trhones, e fiquei feliz de saber que a série que pra mim está entre as melhores dos dias de hoje também vai ser "minicasteada" por aqui!

  2. Avatar
    Igor Frederico 4 novembro, 2015 at 00:44 Responder

    Só um complemento leve, que é mais uma questão de leitura minha, do que um aspecto geral do episódio.

    O episódio todo pra mim tratou de caça e caçador e de como os caçadores da série são praticamente imbatíveis em relação às suas caças.

    A cena inicial ilustrará isso muito bem com o índio aparecendo primeiro, caçando um coelho, tendo sucesso na caça e caminhando por entre as covas bem cinemáticas dispostas no "quintal" da família Gerhardt. Ou seja, aí temos um diálogo bastante ilustrativo e representativo da morte iminente relacionada ao índio caçador.

    Dai durante o episódio somos expostos ao contraponto humano que chega a lembrar o coelho indefeso, que é o sujeito das máquinas de escrever. Desajeitado, medroso, sem atitude, mentiroso. Totalmente vulnerável em relação a qualquer um, seja policial, seja bandido.

    Também durante o episódio vemos a grandiosidade do índio como caçador, matando o coelho, abrindo ele e comendo seu coração na maior calma, como se aquilo fosse um ritual inicial para a merda que ele terá pela frente, que será solucionar o caso Rhye e punir os responsáveis.

    Há ainda a cena que o índio engana sua pesa (o coelho humano) colocando uma isca das mais comuns (a filha de Dodd) e enfim o captura.

    Aí na cena final temos o interrogarório (afinal de contas, o índio é a representação pura do caçador e não do articulador) guiado por Dodd que culmina no enterro vivo do nosso coelho humano que, com o melhor humor negro possível, tem seu fim exposto com uma lápide em forma de gravata (gravata mencionada momentos antes no episódio). Mas não forma só uma lápide, o monte de terra e o desenho estampado na gravata lembram bastante a bandeira americana fincada na superfície lunar. O que, a meu ver, seria mais uma alusão a vida extraterrestre.

    Enfim, dai pra mim é um fim circular perfeito, que encerra a mensagem posta em seu início com as lápides e o índio, terminando com uma nova lápide e o índio sucedendo mais uma vez. Era inevitável a morte do coelho humano, e nós só percebemos no final, mas se prestar bastante atenção e rever tudo, há de se perceber isso muito rápido, já que o coelho nunca terá chance com o índio, que roupa o coração e a alma de suas presas.

  3. Avatar
    Guilherme Augusto 4 novembro, 2015 at 00:29 Responder

    Olá. Valeu por mais um excelente cast, é muito bom complementar a análise dos episódios de Fargo com as opiniões de vocês. Este terceiro episodio, na minha opinião, foi o melhor da temporada ate o momento, com bom ritmo e boas atuações, não que os dois primeiros não foram bons, foram ótimos, mas este teve um algo a mais que não sei explicar que fez com que eu me conectasse definitivamente com a trama desta segunda temporada. Com relação a audiência, ponto levantado no cast, a segunda temporada de Fargo esta com uma audiência regular, um pouco inferior a primeira temporada, mas estável.
    Muito ansioso para o próximo episodio e para o próximo minicast. Abraço a todos !

  4. Avatar
    Kalecgos 4 novembro, 2015 at 12:30 Responder

    Toda essas coisa de alien que ronda o episodio e vocês falando da loucura da Kirsten, to començando a achar que no final vai abrir alguma parte do corpo dela e aparecer um ET la dentro, igual o filme do MIB. É loucura, mas sei lá, até explicaria a falta de emoção dela diante das situações, e tbm não querer fazer sexo com o marido, roubar papel higienico sabe-se la pra que.

  5. Avatar
    Douglas 4 novembro, 2015 at 16:41 Responder

    Ótimo minicast. Fargo é aquela série que do nada me faz soltar uma risada alta, tipo na cena da reunião da família quando o cara fala gritando com o pai pq acha que ele não escuta kkkkk a cena no salão também foi ótima.

    E que bom saber que tem os podcasts la no Deezer, vou procurar.

  6. Avatar
    @_BrunoMedeiros_ 5 novembro, 2015 at 15:39 Responder

    Galera do Cine Alerta tá de parabéns pelo minicast, já é algo religioso ver um episódio de Fargo e esperar pelo minicast.

    A série está excelente, e é impressionante como algo tão bom passa tão rápido, quando terminei o 4º ep tomei um susto por que juro que não percebi aqueles 50 minutos passando.

    Que série meus amigos… que série!

    PS: Ser o mano é algo complicado, mesmo com uma série dessa as pessoas inventam motivos para reclamar, a bola da vez e falar que a série não tem ação, pois bem, acredito que no próximo episódio essa galera vai ter que calar a boaca pois um banho de sangue foi prometido no fim do episódio 4.

Deixe uma resposta