Minicast Sons of Anarchy S07E12

E chegamos ao penúltimo episódio de Sons of Anarchy, e que episódio, heim? Foi daqueles que só Sons sabe fazer, de deixar você sem palavras, e com um certeza, essa série tem tudo pra fechar de forma sensacional.

Sem muitas delongas, aperte play e vem discutir e comentar com Tiago Lamonica,  Alexandre Luiz, Davi Garcia e Warley Bonanno sobre o episódio.

Links do Podcast

Links Cine Alerta

Assine nosso feed:

Contato:

Mandem seus e-mails para [email protected], ou comente no post logo abaixo!

Redação

Comente pelo Facebook

Comentários

Comente pelo Facebook

Comentários

9 comments

  1. Avatar
    Lara 8 dezembro, 2014 at 02:05 Responder

    E ae? Ouço vcs há pouco tempo e o comentário será grande (o q eu percebi q vcs adoram, então ótimo!)
    Descobri vcs procurando por comentários e críticas sobre essa série fantástica q é SOA (q por sinal, tbm faz pouco tempo q descobri e consegui chegar a tempo de acompanhar o sofrimento dos dois últimos episódios, ou seja, à partir do momento q descobri SOA eu não tive mais vida).
    Primeiro queria parabenizá-los pelo excelente trabalho, por mostrar certos pontos de vista q o telespectador possa não ter reparado, por terem uma visão nítida de enredo, construção de personagens e noção técnica. Infelizmente não tenho ngm ao meu redor com quem eu possa conversar sobre essa série segundo essas perspectivas, toda vez q ouço o minicast tenho vontade de fazer parte da conversa. Afinal, raramente vi a participação feminina no minicast, contando apenas com as participações da Anna, e já aproveitando essa deixa, uma maior participação feminina seria legal pra mostrar q SOA não é uma série somente "pra macho", como já ouvi por aí. Acho q já passou da hora de superarem essa ideia misógina, já q conheço e vejo mtas mulheres q assistem e amam a série (na verdade, é difícil encontrar alguém q NÃO ame a série né).
    E, aproveitando mais uma vez a deixa, já q foi algo do qual vcs comentaram nesse minicast da semana e em outros tbm, sobre o universo machista de Sons e até mesmo a não-objetificação da mulher na série a fim de mostrar q pode ser um universo machista, porém não uma série machista; gostaria de dizer mto obrigada por tentarem ("tentarem" pq não sei se é todo mundo q entende) explicar isso às telespectadoras, principalmente. Sou mulher feminista e posso dizer q me incomodo mto sobre essa geração do politicamente correto q não entende a arte como arte (q não tem responsabilidade nenhuma de ser NADA além de arte) e tenta criticar a série negativamente o tempo inteiro segundo suas posições políticas, não entendendo a crítica q o próprio Sutter tenta fazer à sociedade. O universo machista da série é nítido (com a própria Gemma reproduzindo e disseminando mto machismo e vale ressaltar q ela sempre me irritou bastante por isso), não só machista como racista, sexista e até homofóbico. Mas a série em si está longe de ser preconceituosa, tanto q como a única fuga do final inevitavelmente trágico da série é percebermos q torcemos para um casal totalmente inusitado e brilhante q é Tig e Venus. O universo de Sons é realista em sua ficção, apresentando um contesto político fortíssimo, personagens bem desenvolvidos e uma trama perfeitamente encaixada, mostrando um universo q não é longínquo da realidade, afinal, se em nosso dia-a-dia o preconceito existe, mesmo q de certo modo velado, em um universo extremamente violento comandado por gangues, é claro q esses preconceitos se mostram fortes e explícitos. Isso é totalmente condizente com aquele ambiente fictício, porém isso não faz com q a série seja preconceituosa e etc., na verdade, ela é mto crítica qnto aos preconceitos, valores, moral e ética enraizados na sociedade, e uma das provas é q ela faz com q seus telespectadores torçam para os bandidos.
    Enfim, quem acusa Sons de disseminar esses tipos de coisas, in MY humble opinion, é somente quem não aprendeu a pensar direito ainda.
    Agora qnto a series finale, estou mto tensa e minhas várias teorias não param de me atormentar!
    Uma delas é q o Jax vai se sacrificar pelo clube e pela família e com a própria vida (quase certeza q vai ser isso, já q seria um final condizente com o q a série apresentou até hj), agora como q isso aconteceria, não sei e prefiro não pensar mto sobre, quero ser surpreendida, como sempre, assim como aconteceu na finale da 6° temporada, onde antes de assistir o episódio eu imaginava q a Tara iria morrer, porém "como" eu preferi não pensar, sendo pega desprevenida com aquele fim devastador de temporada e da minha personagem feminina favorita da série (Gemma pode ser complexa e genial como personagem, mas eu tenho uma afeição e entendimento com a Tara q eu nunca vou ter com a Gemma e sua mente deturpada).
    Enfim, espero q a série tenha um final digno e condizente com o q apresentou até hj e como considerações finais, estou mto agradecida de ter descoberto esse minicast. Obrigada meninos e espero q não tenham preguiça de ler meu comentário! XD
    Abraços!

    P.S.: Não tenho a MÍNIMA birra ou desconforto com a "obsessão" do Kurt Sutter por bundas masculinas, ver a bunda do Jax durante toda a série foi uma benção! Obrigada Kurt Sutter por me proporcionar essas visões maravilhosas! Te amo!
    ;*

  2. Avatar
    Douglas Couto 8 dezembro, 2014 at 12:13 Responder

    Diferente do Warley, pra mim o "Ozymandias" de Sons of Anarchy foi o episódio passado e não esse. Porque eu vejo Ozymandias como um episódio tipo o 2×3 de Sherlock também, um episódio que consegue ser bom já no primeiro minuto e permanece até o último segundo quando sobe os créditos e tá tipo… todo mundo no chão ou paralisado na frente do PC / TV sem saber oq fazer porque acabou de ver algo único.

    Vou copiar um pedaço do meu coment do Banco de Séries, que é muito doq vcs comentaram muito bem também:
    Acima de tudo este episódio foi sobre aceitação. Não cabia mais ao Juice tentar fugir e adiar o inevitável, e legal que os roteiristas até o último momento não desconstruiram o que fizeram com o personagem, porque a série sempre nos mostrou que o clube era tudo o que o Juice tinha, e nada melhor do que aceitar morrer para não causar mais problemas para o Jax.

    Aceitação também da parte do Unser, que já ia morrer de qualquer jeito, e escolheu pelo menos tentar salvar a única coisa pelo qual valia a pena morrer.

    E a aceitação da Gemma. Os produtores acertaram muito em tudo que fizeram nos 30min finais. Desde a visita da Gemma com o pai. Até a chegada do Jax, e tudo sendo construído na base da calmaria e aceitação, com diálogos de despedida.

    A primeira metade desse foi bem difícil pra mim, parecia a fraca primeira metade da tempoda com n acordos entre clubes e quem fica com armas, e drogas e etc. Faltando 1 episódio para o fim, who gives a fuck?

    Por fim, assim como a morte da Gemma era necessária, o mesmo se aplica ao Jax, eu não vejo outra saída que não seja a morte do personagem porque eles, nem por 1min, durante essa temporada construiram uma redenção, soaria até meio errado no ultimo episódio criar algo para salvar o personagem que já fez tão mal a tantas pessoas. As pistas foram deixadas em episódios passados como vcs comentaram e eu penso muito tbm na morte do Jury que, do ponto de vista daquele episódio, soou meio do nada, mas que fará sentido se isso realmente acontecer na finale.

    Tô curioso pra saber sobre o próximo minicast, sendo leve e com poucos episódios eu só consigo pensar em comédias da tv a cabo, seria Veep ou Louie? kkkkk

  3. Avatar
    Guilherme Tolino 8 dezembro, 2014 at 13:39 Responder

    Primeiro ,Parabéns por mais esse minicast, e pelos ótimos comentários durante a temporada.
    Segundo, agradeço pela indicação de SOA no minicast de GOT.
    Terceiro, espero e acredito que Sutter irá dar um final fechado e magistral.
    Quarto, não gostei do Jax matando o Unser, acho que não era necessário, mas de resto episódio sensacional, com , na minha opinião, a melhor cena da série inteira, a conversa entre Gemma e seu pai.
    Quinto e ultimo, até o próximo minicast, digam a série logo, pra já ir preparando a maratona…

  4. Avatar
    Jorge 9 dezembro, 2014 at 11:27 Responder

    Mais um excelente minicast!
    Esse meu comentário é só agradecimentos.
    Obrigado Charlie Hunnam, Katey Sagal, Maggie Siff, Ron Perlman, Jimmy Smits e a todos os atores que a série já teve. Obrigado ao FX por ter aceitado produzir um projeto tão complexo como Sons of Anarchy. Obrigado a todos os roteiristas, diretores e a toda equipe técnica. Obrigado por todas as participações especiais (até hoje eu lembro o quão foda foi ter reconhecido o Stephen King na hora que ele apareceu). Obrigado a trilha sonora dessa que me fez conhecer bandas das quais nem imaginava, sem dúvidas é a melhor trilha sonora que já vi de uma série.Obrigado a Kurt Sutter por ter feito uma das maiores obras primas que a TV já teve.

    E claro obrigado ao Cinealerta. Só tenho a agradecer a todos vocês: Tiago, Alexandre, Warley, David e a todos os convidados desse excelente Minicast.

    Bem, sempre ouço todos os podcasts do site e continuarei ouvindo. Sobre os Minicasts nos vemos quando Game of Thrones chegar, outra série fantástica e que estou ansioso para o seu retorno, e mais posteriormente em True Detective.

    Um grande abraço a todos!

  5. Avatar
    Rafael 9 dezembro, 2014 at 13:47 Responder

    Fala ae amigos do Cine Alerta, nunca comentei aqui mas devido ao final de SoA se aproximando me vi na obrigação de vir aqui agradecer vcs pelo trabalho foda, e tb comentar esse penúltimo episódio.

    esses foi um dos eps que não consegui assistir sentado, tive que ver em pé tamanha era a tensão, já no começo quando o Jax sente aquela dor na perna pensei: CARALHO, ele vai cair da moto e morrer(passei o ep inteiro achando que já seria nesse que ele bateria as botas), já naquela parte da reunião dos presidentes na hora que estava assistindo tb lembrei da promessa do Jax para os Grimm Bastards, mas quando estava escutando o cast pensei em outra coisa, é uma regra velada nos Sons que os filhos dos membros entram no clube(só na SAMCRO temos o Jax e o Opie) e acho que o Jax negociou a morte dele pra tirar os filhos dessa vida, cumprindo a promessa que ele fez pra Tara. Quanto a Gemma, depois do ep 11 comecei a torcer pra ela ficar viva no final e ver o Clube, o Jax, os Netos e mais qualquer coisa que ela se importasse morrendo, e ela percebendo que era tudo por sua culpa, mas foi bem gratificante ver a morte dela, meu ódio por ela era gigantesco!

    no mais foi episódio fantástico dessa série que nunca nos decepcionou, expectativa nas alturas pro final!

    ps: conheci o site graças ao minicast de SoA, o trabalho de vcs é incrível, esperando ansiosamente pela próxima série que vcs vão abordar!

    • Avatar
      Alexandre Luiz 9 dezembro, 2014 at 14:54 Responder

      Eu acho que você matou a charada sobre a conversa do Jax com os presidentes. Se for isso, é o sacrifício final dele pra salvar os filhos, algo que remete a uma das minhas cenas preferidas da série, que é aquele momento que surge a ideia de deixar o Abel na Irlanda com a "família adotiva" só pra afastar o menino da vida de crimes. E, claro, à promessa dele pra Tara. Valeu pelo comentário, Rafael! Grande abraço!

  6. Avatar
    Ana Paula 10 dezembro, 2014 at 09:59 Responder

    Não me importo como será o final, pois sei que será digno. Só queria agradecer por estarem ao meu lado nessa longa e maravilhosa estrada de Sons of Anarchy. Onde eu amei e odiei Gemma, a melhor personagem feminina dos últimos anos, conheci o talento de Charlie Hunnam. Coadjuvante que roubaram a cena, como Clay, Nero, Opie e Tara. Personagens recorrentes, Vênus e Otto, que deixariam qualquer série com inveja. E o incrível e competente trabalho de Sutter, que teve a coragem de fazer uma série adulta, sem pudores, jogando muitas verdades na cara, extremamente visceral (no sentido literário ou não) e com muita ironia. Obrigado!
    P.S: Reassistir ao piloto e que diferença faz você saber o nome das gangues rivais, que naquela época eu não diferenciava. E perceber a diferença física e emocional dos personagens, e o crescimento nas atuações. Mas, é triste constatar que 90% dos personagens morreram.
    P.S2: Ah, não posso esquecer os 8716957 figurantes que estão enterrados em covas rasas nos arredores de Charming.
    Abraços, e até True Detective.

Deixe uma resposta