Minicast Mr. Robot S02E10

mr-robot-s01e10-cores

Na reta final da temporada, junte-se a Alexandre LuizDavi Garcia e Igor Frederico e vem comentar um bom episódio de Mr. Robot, mas cuja trama apela para conveniências para tentar chegar onde precisa em sua derradeira semana. Ouça, divulgue, comente!

Links do Podcast

Links Cine Alerta

Assine nosso feed:

Contato:

Mandem seus e-mails para [email protected], ou comente no post logo abaixo!

Redação

Comente pelo Facebook

Comentários

Comente pelo Facebook

Comentários

0 comments

  1. Avatar
    César 13 setembro, 2016 at 15:17 Responder

    Vixe, tô vendo que os minicasts de Mr. Robot estão com os dias contados… Kkkkkkkkk

    Bom, eu tô achando uma temporada competente, nem 8 e nem 80, na minha opinião os personagens foram sendo desenvolvidos sim, agora de forma beem lenta. O arco do Elliot no começo da temporada não tratou só da briga pelo controle, a gente viu todo o processo de rotina analógica, de tentativas de expurgar o Mr. Robot de seu sistema até ele aprender que “aniquilação não é sempre a solução”, de como se isolar da realidade o protegeu… até o Ray foi importante, porque o Elliot deixou de ter uma visão maniqueísta e romantizada, como ele tinha durante toda a primeira temporada. O problema é que se estendeu demais, ao ponto de se tornar maçante em alguns momentos…

    Mas, voltando ao episódio, a cena da panorâmica na casa do Elliot também foi um desenvolvimento de personagem: o nosso personagem, o interlocutor na cabeça do protagonista. Deve ter alguma coisa escondida que será revelada no futuro, mas não é só um momento “Dora, Aventureira”, o Elliot está nos dando mais espaço, nos removendo da posição de observador fixo pra se envolver com a história dele. Espero que continuem a desenvolver essa relação no futuro. Sobre a realidade virtual e o 360º, ficou só naquele episódio do Youtube, não tem nada a ver com essa cena mesmo.

    Ainda assim, a série continua me irritando com essa demora em tornar as coisas mais claras e revelar um “full picture”, não suporto mais o Price, a Whiterose e a história da Usina sem respostas… Sem contar tudo isso do Tyrell e da esposa dele…

    Ainda dou um voto de confiança pro Esmail, o roteiro original de Mr. Robot era de um filme, que não encontrou produção, toda a primeira temporada é o primeiro ato do filme, ele planejava a revelação do alter ego ainda antes da metade. Em entrevistas, ele diz que reescreveu o roteiro e tinha tantas ideias que não caberiam em um filme, por isso procurou fazer uma série. O que aconteceu, eu acredito, é que ele estendeu demais o miolo, por isso algumas ideias ficam muito repetidas e o desenvolvimento de certos personagens são sabotados… torço pra que ele tome as rédeas…

    É isso, toda vez um textão, valeu por mais um cast! Kkkkkkkkkkk

  2. Avatar
    César 13 setembro, 2016 at 15:19 Responder

    Vixe, tô vendo que os minicasts de Mr. Robot estão com os dias contados… Kkkkkkkkk

    Bom, eu tô achando uma temporada competente, nem 8 e nem 80, na minha opinião os personagens foram sendo desenvolvidos sim, agora de forma beem lenta. O arco do Elliot no começo da temporada não tratou só da briga pelo controle, a gente viu todo o processo de rotina analógica, de tentativas de expurgar o Mr. Robot de seu sistema até ele aprender que "aniquilação não é sempre a solução", de como se isolar da realidade o protegeu… até o Ray foi importante, porque o Elliot deixou de ter uma visão maniqueísta e romantizada, como ele tinha durante toda a primeira temporada. O problema é que se estendeu demais, ao ponto de se tornar maçante em alguns momentos…

    Mas, voltando ao episódio, a cena da panorâmica na casa do Elliot também foi um desenvolvimento de personagem: o nosso personagem, o interlocutor na cabeça do protagonista. Deve ter alguma coisa escondida que será revelada no futuro, mas não é só um momento "Dora, Aventureira", o Elliot está nos dando mais espaço, nos removendo da posição de observador fixo pra se envolver com a história dele. Espero que continuem a desenvolver essa relação no futuro. Sobre a realidade virtual e o 360º, ficou só naquele episódio do Youtube, não tem nada a ver com essa cena mesmo.

    Ainda assim, a série continua me irritando com essa demora em tornar as coisas mais claras e revelar um "full picture", não suporto mais o Price, a Whiterose e a história da Usina sem respostas… Sem contar tudo isso do Tyrell e da esposa dele…

    Ainda dou um voto de confiança pro Esmail, o roteiro original de Mr. Robot era de um filme, que não encontrou produção, toda a primeira temporada é o primeiro ato do filme, ele planejava a revelação do alter ego ainda antes da metade. Em entrevistas, ele diz que reescreveu o roteiro e tinha tantas ideias que não caberiam em um filme, por isso procurou fazer uma série. O que aconteceu, eu acredito, é que ele estendeu demais o miolo, por isso algumas ideias ficam muito repetidas e o desenvolvimento de certos personagens são sabotados… torço pra que ele tome as rédeas…

    É isso, toda vez um textão, valeu por mais um cast! Kkkkkkkkkkk

Deixe uma resposta