Review: Arrow S03E22 - This is Your Sword

This Is Your SwordCom este vigésimo-segundo episódio, fica claro que a terceira temporada tenta repetir a fórmula do season finale em três atos, que deu tão certo no último ano. This is Your Sword se encaixa na narrativa como o segundo ato, mas falha quando deveria criar o suspense para o desfecho de uma trama já truncada. Tudo isso por um motivo muito óbvio: não há mais tanta história assim para preencher a lacuna e o roteiro opta revelar demais por não ter o que desenvolver.

Se na semana passada o grande atrativo em termos de conflito parecia ser Oliver ter sucumbido à lavagem cerebral da Liga dos Assassinos, trazendo divisão entre o Time Arqueiro e dúvida para o espectador, o penúltimo episódio da temporada trata logo de revelar que tudo não passa de um bem elaborado plano do protagonista em conjunto com Malcolm Merlyn. A revelação vem uma semana mais cedo, uma vez que, assim que o público fica sabendo, toda e qualquer ação envolvendo o "lado negro" do herói perde o impacto, algo que atinge o ápice no cliffhanger. Se a cena final deveria chocar a audiência, falha miseravelmente, já que é óbvio que tudo não passa de um embuste. Terminar da forma como termina, inclusive, é uma prova de que já não há mais o que contar e soa até desonesto, se a intenção dos realizadores foi mesmo a de criar tensão.

A presença de Felicity novamente é um dos pontos fracos e gera um dos piores momentos da temporada, com Ray transferindo sua empresa para a moça. Por quê? Surge apenas como desculpa conveniente para trazer de volta para Oliver o cenário corporativo, mas a atitude de Palmer soa gratuita e sem motivações. A personagem de Emily Bett Rickards novamente fica reduzida a choramingos enquanto lamenta a "perda" do amado. Felicity sempre foi uma coadjuvante com muito potencial para demonstrar força, mas acaba se tornando mais uma personagem feminina padrão cujas ações parecem sempre surgirem em função do protagonista homem.

No quesito fanservice, no entanto, o episódio se sai bem. A subtrama de Thea avança mais um pouco rumo a transformação da moça em Speedy, e a série aproveita para amarrar as pontas deixadas pela partida de Roy. Mas, nada se compara à aparição de Katana, totalmente tirada das páginas dos quadrinhos. Rila Fukushima veste o uniforme da personagem e fica bem caracterizada, mas nem isso deixou de sofrer com a falta de capacidade do roteiro em criar expectativa. Neste ponto da temporada a última coisa que o fã esperava ver era a heroína devidamente à caráter. Mesmo assim, não há nenhum tipo de construção do momento em que a personagem é revelada. Em uma cena o grupo está se encontrando para pegar o avião e na logo em seguida Katana já faz sua estreia, com pouquíssimo destaque, demorando até mesmo para ganhar algum foco na cena de ação. No entanto, se o texto acerta é quando coloca Tatsu para enfrentar Maseo. O casal Yamashiro acaba ganhando o maior peso dramático e se torna a única coisa realmente interessante destes 42 minutos semanais de Arrow.

This Is Your Sword

O casamento de Oliver com Nyssa, que parece ser o grande conflito desse segundo ato, surge pouco inspirado, e com os atores agindo em modo automático. Uma decepção, levando em conta a quantidade de temas que poderiam ter sido discutidos, incluindo a opção sexual da filha de Ra's, que nunca é colocada no centro da questão. O matrimônio forçado era uma ótima chance para trabalhar a identidade da moça (já que esse é o tema principal da temporada), colocando-a para enfrentar o pai e escancarar o porquê da decisão autoritária do vilão. Infelizmente isso não acontece, pois o episódio prefere perder tempo com um clímax forçado em uma aparente situação de perigo que, obviamente, não existe.

O que deveria servir de veículo para o desfecho (que promete ter grandes proporções, sem dúvida), acaba se revelando como um episódio bem abaixo da média, com desenvolvimentos rasos e pouco impacto. Nunca um exemplar tão importante soou tanto como um mero filler.

 

ReproduzirReproduzir
Alexandre Luiz

Comente pelo Facebook

Comentários

Comente pelo Facebook

Comentários

1 comment

Deixe uma resposta

Confira também